Artista Visual

Visual Artist

Estudante de Licenciatura em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (IA-UFRGS). Técnico em Produção de Moda, formado pelo SENAC - Brusque/SC. Como artista já expôs individual e coletivamente nas cidades de Brusque (Santa Catarina), Cachoeirinha e Porto Alegre (Rio Grande do Sul), São Paulo (São Paulo).

Já participou de duas residências artísticas. Em 2018, da Residência Artística Via e da Residência Artística Sexual/RAS, em 2019, na cidade de São Paulo, realizada pelo artista visual Chris, The Red. Desde agosto de 2019, é bolsista de Iniciação Científica do CNPq/CAPES.

Em 2019, teve dois trabalhos acadêmicos aprovados em congressos. O primeiro, para o 28º Encontro Nacional da ANPAP 2019 (Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas), a ser realizado na Cidade de Goiás, Estado de Goiás, de 16 a 20 de setembro de 2019, onde apresentará o resumo “Farrapos: Meu Corpo Nu Desdobrando o Espaço e o Sexo”.

O segundo, para o IV Congreso de Extensión de AUGM, de 04 a 06 de novembro de 2019, em Santiago do Chile, onde apresentará o artigo “Residência Artística Farrapos: Meu Corpo Circulando pela Avenida”. Além disso, participará do XXXI Salão de Iniciação Científica (SIC), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), de de 21 a 25 de outubro de 2019, com o resumo “Meu Corpo: desdobramentos entre o espaço e o pós-pornô”.

Tendo o seu corpo como suporte, se apropria de várias linguagens poéticas para falar de questões que perpassam pelo nu, o sexo explícito, o espaço e a política. Estes assuntos, por sua vez, são costurados com um conceito maior: o da pós-pornografia, do qual o artista vem desenvolvendo pesquisa teórica, aplicando-o em seus projetos artísticos.

O próprio corpo transita entre ser ou não a obra através da performance - uma das linguagens mais utilizada pelo artista Bruno - que busca possibilidades de apresentar suas inquietações, mas sem a menor pretensão de sanar as dúvidas. Talvez o contrário, provocar outras, assim como, desconfortos em quem observa seu trabalho.

Trazer a sexualidade para o campo da arte é um de seus maiores discursos, ressignificar o debate e a prática sexual são mudanças que podem ser ambicionadas através da arte e toda sua possibilidade de transformação, não apenas a do ser humano enquanto próprio ser, mas a sociedade a qual constrói.


Design: The Red Studio
Todos os Direitos Reservados | All Rights Reserved
© Bruno Novadvorski 2019